SOCIEDADES HOLDING EUROPEIAS

 

As sociedades Holding Europeias como chave para a Planificação Fiscal
Internacional

Introdução
Ao considerar um investimento num país estrangeiro, deve ter-se em conta a tributação aplicável na forma de dividendos, juros e royalties, assim como qualquer outro imposto sobre ganhos de capital que possam vir a surgir da alienação de tais investimentos.

Também se devem levar em consideração questões por diferimento fiscal e utilização de perdas. Muitos Estados-Membros da União Europeia oferecem regimes para as sociedades Holding geralmente favoráveis em relação ao tratamento dos rendimentos de origem estrangeira, tendo a sua maioria tratados extensos ou acordos para evitar a dupla tributação. Nesta secção, vamos analisar um resumo por país, os seus elementos -chave e uma sinopse das redes de tratados.

A Sociedade Holding Europeia como chave para o Investimento
Internacional
Muitos Estados-Membros da União Europeia oferecem regimes de sociedades Holding geralmente favoráveis em relação ao tratamento dos rendimentos de fonte estrangeira, e a maioria tem tratados extensos ou acordos para evitar a dupla tributação.

Nesta seção, analisaremos de igual modo um resumo por países das diversas sociedades Holding na EU, os elementos chave de cada uma delas e uma sinopse das redes de tratados.

Sociedades Holding na União Europeia:

Chipre
Dinamarca
Espanha
Irlanda
Luxemburgo
Malta
Holanda
Reino Unido
Suiça

 


SOLUÇÕES DE PLANIFICAÇÃO FISCAL
E SOCIEDADES DE NEGÓCIOS INTERNACIONAIS
SOCIEDADES HOLDING
(SGPS – SOCIEDADES GESTORAS DE PARTICIPAÇÕES SOCIAIS)
TRUSTS
FUNDAÇÕES PRIVADAS
SOCIEDADES E INSTITUIÇÕES FINANCIERAS
SOCIEDADES FINANCEIRAS - BROKERS
ESTRUTURAS CONFIDENCIAIS E ANÓNIMAS
CONSTITUIÇÃO DE EMPRESAS NA EUROPA, EUA, HONG KONG E 
PRINCIPAI PRAÇAS OFFSHORE
ABERTURA CONTAS BANCÁRIAS NO EXTERIOR
PROVISÃO E SERVIÇOS DE ESCRITÓRIOS VIRTUAIS

CONSULTADORIA GRATIS

CONTACTE-NOS